Haikai mimoso

.

Na madrugada

como uma vaca

rumino o pasto de minhas angústias.

.

.

4 comments

    • Essa é uma das qualidades da poesia: transgredir. Seja numa denúncia, numa crítica, numa ironia. Seja numa metáfora inesperada.
      E, pois é, a madrugada; aquelas madrugadas em que o sono não vem, são as melhores para ruminar a vida.
      Beijo,

      J.

      Gostar

Deixe uma Resposta para j.constantino Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s