Monthly Archives: Março 2012

Amnésia

Padrão

.

De alguma forma
esquecemos que nosso povo serviu a seus algozes
como quem oferece uma flor de presente.

.

Os que lançaram pedras aos golias de cá
foram pisados como frágeis margaridas
que se levantavam em sinal de revolta.

.

Nossas ruas avenidas monumentos
ostentam nomes impolutos
de traidores genocidas e inertes.

.

Não encontramos familiaridade em
Zumbi Olga João Luíza Cândido Aurora.

.

Carros-pipa (com sua água de reuso)
lavam o sangue as bandeiras os gritos
– incrustados no asfalto na terra nas pedras.

.

Já não há mortos
ninguém foi desaparecido sem deixar rastro.

.

Não há corpos escondidos sob a lama
entre cinzas entre arquivos
ou no fundo do mar.

.

.

.

Anúncios

La cañada

Padrão

dos diálogos com Pablo Neruda
Chico Buarque e Raul Bopp

.

para Lili

.

quantos caminhos até um beijo
…………caminhos até teus lábios

.

andamos de pés calçados
de mãos dadas e firmes passos
caminhos que nos deram na telha

.

matutamos cidades e casas pra morar
escrevemos signos na areia

.

enrolados em lençois toalhas e bandeiras
entre algas gentes poemas e corais
no espanto no espasmo na cicatriz

.

repartimos a cama o pão o vinho
o bolo de fubá enrolado em guardanapo

.

juntos das raízes às estrelas cadentes

.

.

.