Monthly Archives: Março 2011

Corvidiano

Padrão

.

I

A gralha loura
matraqueou na noite
mal agouros e maldições
de tempos imemoriais.

.

Rosnou
com o bico a espumar
seu cacarejo intrépido.

.

Então a lua cheia se fez nova
na noite sem estrelas da metrópole.

.

.

II

O homem com dores nos joelhos
tomou banho de sal grosso
riscou três cruzes no chão
e preferiu ser surdo a ser cego

.

Afinal, bons olhos são fundamentais
quando se está de estilingue em punho.

.

.

Resistência

Padrão

para Carlos Alexandre Bressanin

I – A cidade e os muros

.

Dentro da cidade
há de se aprender a viver
sobrevivendo.

.

Sobreviver é tarefa imediata
(mesmo que insuficiente)
para quem almeja moldar
……………………o mundo
em nova forma.

.

Para quem deseja demolir
…………………….os muros
que sufocam os olhos
e aprisionam o horizonte.

.

.

.

II – As grades

.

É imperativo preencher
os vãos das grades
com liberdade

.

.

Até que a liberdade
ocupe os espaços
que as grades invadiram.

.