Oralidade

Padrão

.

Língua

.

Falo.

Anúncios

About j.constantino

Nascido em Mogi das Cruzes (SP), em setembro de 1986, Jonathan Constantino rascunhou seus primeiros versos em 1999. Perdidos todos nas gavetas e no tempo, desde 2000 mantem o esforço de registrar seus poemas, entre rascunhos (uma pilha, depois uma caixa) e projetos. Formado em Biologia, atualmente é professor da rede pública municipal de São Paulo (SP). Trabalhou na rede pública estadual e, por três anos, no Instituto Técnico de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia Laudenor de Souza, em Itaberá (SP). Além da licenciatura, já atuou como educador popular do CDHEP, na zona sul da capital paulistana, e na assistência social de Suzano, cidade onde viveu quase toda sua vida. Ainda, contribuiu com reportagens, artigos, resenhas, poemas e contos para o Jornal Brasil de Fato e revistas Mundo & Missão, Missões e Le Monde Diplomatique Brasil. Está preparando sua primeira publicação.

9 responses »

  1. Com o que sonha Jonas?
    Com um pijama de lã de lhama?
    E sua musa? Sua miss?
    A miss Jonas?
    Sonha com papapaia com cassis…

    E cuidado que poeta dorme de bruços…

  2. Muito legal, Sintético.

    Permita-me escrever algo

    Resta uma dúvida
    Falo …
    Que Língua?
    Qual Língua?
    Língua que possui Gênero?
    Ou sem Genero?
    Tanto faz…
    Para bom entendedor um pingo é letra.
    Este é um verbo importante
    Eu Falo
    Tú Falas
    Ele Fala
    Nós Falamos
    Vós Falais
    Eles Falam
    A humanidade, mais precisamente os HOMENS, como se referem alguns livros de História, OS HOMENS, ao conjugarem este verbo (excluindo as mulheres) no decorrer da História da humanidade
    Criaram mais Guerra ou Amor?
    Alguns, com as raras sensíveis exceções, conjugavam
    Eu, O Falo
    Tú (Mulher)Fala
    Nós (Homens)Falamos
    Vós (Mulheres) Não Falam.
    Hoje, porém, nós falamos, inclusive na presidência do país, aliás,
    INtuimos.
    Os Homens FALAM
    As Mulheres DIZEM.

  3. esses versos não são apenas sobre a oralidade de um simples falar (falo como conjugação verbal, e língua como idioma a falar), mas também puro sexo oral, já que língua é uma parte do corpo e o falo (aqui substantivo) outra parte do corpo que se juntam num feliz fellatio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s