Na luta*

Padrão

.

A luta não é um ringue de campões
trincheira  de salvadores da pátria
sepultura de heróis
É uma opção

.

de classe
De vida.

 

.

.

Exige
amores, bandeiras, sangue
teorias e…

.

…uma boa dose de humor.

 

.

.

Cantigas de amor e amigo
cantigas de roda
Monstros, medos e lendas
gênios, tabus e mitos
deuses, heróis e dogmas
– todos postos à prova.

.

Na luta se faz a irreversível experiência do abismo.

 

.

.

Controlar jacarés pela boca
saltar de aviões sem paraquedas
engolir adagas e bolas de fogo
– apenas clichês hollywoodianos.

.

Na luta é preciso mais que coragem.

 

.

.

Nossos inimigos são ninjas mercenários à luz do dia
cães que não ladram.

.

Na luta qualquer intriga pessoal é pífia.

 

.

.

As calçadas têm qualquer coisa de dor
Ladrilham agonias em nossos olhos
que se habituam à dureza da visão.

.

É imperativo denunciar o sofrimento.

.

.

 

Mas nossa causa não pode ficar apenas nos lábios.

.

Na luta há de se tomar
poemas, discursos e armas
com a mesma convicção.

Jonathan Constantino

*da coletânea
“Revelações do abismo”
no prelo

Anúncios

About j.constantino

Nascido em Mogi das Cruzes (SP), em setembro de 1986, Jonathan Constantino rascunhou seus primeiros versos em 1999. Perdidos todos nas gavetas e no tempo, desde 2000 mantem o esforço de registrar seus poemas, entre rascunhos (uma pilha, depois uma caixa) e projetos. Formado em Biologia, atualmente é professor da rede pública municipal de São Paulo (SP). Trabalhou na rede pública estadual e, por três anos, no Instituto Técnico de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia Laudenor de Souza, em Itaberá (SP). Além da licenciatura, já atuou como educador popular do CDHEP, na zona sul da capital paulistana, e na assistência social de Suzano, cidade onde viveu quase toda sua vida. Ainda, contribuiu com reportagens, artigos, resenhas, poemas e contos para o Jornal Brasil de Fato e revistas Mundo & Missão, Missões e Le Monde Diplomatique Brasil. Está preparando sua primeira publicação.

7 responses »

  1. “Na luta qualquer intriga pessoal é pífia”. Essa frase além de ser
    profunda é um tapa doído em muitos companheiros/as que ainda, dentro
    das organizações não conseguiram separar os espaços de intrigas pessoais
    com os espaços ideológicos, de caminhada em conjunto nesta luta que é
    opção de classe, opção de vida!

  2. até que enfim você resolveu colocar sua alma em nossas mãos….não vai se arrepender. Ela será lavada com as lágrimas de nossas emoções e descansará em colo macio….sucesso

    • Oi querida,

      Obrigado mesmo por visitar e ler, pelas palavras, pelo carinho.
      Apareça sempre para comungar um pouco de poesia e este sentimento legítimo de desejo por algo diferente

      Beijos

  3. Querido, gostei muito do seu texto, está dentro das análises que as vezes realizamos, sem medo das consequências e de maneira poética. Parabéns..

    • Oi Neide…

      Pois é… olhando o mundo e dando uns pitacos. E não há o que temer, o máximo que perderemos é nossa condição (e as causas) de explorados.

      Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s